2010 é o ano do Tigre

2010 Ano do Tigre

O Tigre representa o poder, a paixão e audácia. Personalidade vivaz e impulsiva, adoram ser o centro das atenções. Às vezes tomam decisões precipitadas, mas isso se deve basicamente a sua natureza desconfiada e impaciente. É otimista em busca de novos desafios.

Descubra qual é o seu:

RATO (Shu)
10/02/1948 a 28/01/1949
28/01/1960 a 14/02/1961
15/02/1972 a 02/02/1973
02/02/1984 a 19/02/1985
19/02/1996 a 06/02/1997
07/02/2008 a 25/01/2009
BOI (Niu)
29/01/1949 a 16/02/1950
15/02/1961 a 04/02/1962
03/02/1973 a 22/01/1974
20/02/1985 a 08/02/1986
07/02/1997 a 27/01/1998
26/01/2009 a 13/02/2010
TIGRE (Hu)
17/02/1950 a 05/02/1951
05/02/1962 a 24/01/1963
23/01/1974 a 10/02/1975
09/02/1986 a 28/01/1987
28/01/1998 a 15/02/1999
14/02/2010 a 02/02/2011
COELHO (Tu)
06/02/1951 a 26/01/1952
25/01/1963 a 12/02/1964
11/02/1975 a 30/01/1976
29/01/1987 a 16/02/1988
16/02/1999 a 04/02/2000
03/02/2011 a 22/01/2012
DRAGÃO (Long)
08/02/1940 a 26/01/1941
27/01/1952 a 13/02/1953
13/02/1964 a 01/02/1965
31/01/1976 a 17/02/1977
17/02/1988 a 05/02/1989
05/02/2000 a 24/01/2001
23/01/2012 a 09/02/2013
SERPENTE (She)
27/01/1941 a 14/02/1942
14/02/1953 a 02/02/1954
02/02/1965 a 20/01/1966
18/02/1977 a 06/02/1978
06/02/1989 a 26/01/1990
25/01/2001 a 11/02/2002
10/02/2013 a 30/01/2014
CAVALO (Ma)
15/02/1942 a 04/02/1943
03/02/1954 a 23/01/1955
21/01/1966 a 08/02/1967
07/02/1978 a 27/01/1979
27/01/1990 a 14/02/1991
12/02/2002 a 31/01/2003
31/01/2014 a 18/02/2015
CABRA (Yang)
05/02/1943 a 24/01/1944
24/01/1955 a 11/02/1956
09/02/1967 a 29/01/1968
28/01/1979 a 15/02/1980
15/02/1991 a 03/02/1992
01/02/2003 a 21/01/2004
19/02/2015 a 07/02/2016
MACACO (Hou)
12/02/1956 a 30/01/1957
30/01/1968 a 16/02/1969
16/02/1980 a 04/02/1981
04/02/1992 a 22/01/1993
22/01/2004 a 08/02/2005
08/02/2016 a 27/01/2017
25/01/1944 a 12/02/1945
GALO (Ji)
13/02/1945 a 01/02/1946
31/01/1957 a 17/02/1958
17/02/1969 a 05/02/1970
05/02/1981 a 24/01/1982
23/01/1993 a 09/02/1994
09/02/2005 a 28/01/2006
28/01/2017 a 18/02/2018
CÃO (Gou)
02/02/1946 a 21/01/1947
18/02/1958 a 07/02/1959
06/02/1970 a 26/01/1971
25/01/1982 a 12/02/1983
10/02/1994 a 30/01/1995
29/01/2006 a 17/02/2007
19/02/2018 a 04/02/2019
PORCO (Zhu)
22/01/1947 a 09/02/1948
08/02/1959 a 27/01/1960
27/01/1971 a 14/02/1972
15/02/1983 a 01/02/1984
31/01/1995 a 18/02/1996
18/02/2007 a 06/02/2008
05/02/2019 a 24/01/2020

Fonte: http://www.beltron.com.br/chines/index.htm

Sugestão de leitura

Série Percy Jackson & os Olimpianos

E se os deuses do Olimpo estivessem vivos em pleno século XXI? E se eles ainda se apaixonassem por mortais e tivessem filhos que pudessem se tornar heróis? Segundo a lenda da Antiguidade, a maior parte deles, marcados pelo destino, dificilmente passa da adolescência. Poucos conseguem descobrir sua identidade.
Títulos: O ladrão de Raios, O mar de monstros, A maldição do Titã, A batalha do labirinto.

Ladrão de raios Mar de monstros Maldição do Titã Batalha do labirinto

Dia do Bibliotecário

dia do bibliotecário
O dia do bibliotecário, comemorado oficialmente em 12 de março, foi instituído pelo Decreto 84.631, de 9 de abril de 1980, em homenagem ao bibliotecário, poeta, jornalista, compositor, teatrólogo, humorista, publicitário e engenheiro Manuel Bastos Tigre, nascido em 12 de março de 1882, no Recife (PE), falecido em 2 de agosto de 1957, no Rio de Janeiro.

Manuel Bastos Tigre foi o primeiro bibliotecário a ser admitido para a função no serviço público e é patrono da categoria. Sua formação humanística permitiu que exercesse muito bem a função numa época em que muito pouco se sabia, no Brasil, sobre Biblioteconomia. Tigre influenciou a modernização de bibliotecas de universidades do Brasil e reorganizou as coleções da Biblioteca da Associação Brasileira de Imprensa.

Fonte: Boletim Informativo CRB-8ª Região, São Paulo, ano 8, n. 1, 2000.

Dia Internacional da Mulher

Vários eventos mundiais relacionados à luta das mulheres contra a discriminação são relembrados no dia 8 de março, entre eles a reivindicação da igualdade de direitos no trabalho, no estudo, na vida política e na sociedade em geral. Nesta data, em 1857, 129 operárias que participavam de uma greve em uma fábrica de tecidos em Nova York morreram carbonizadas durante um ataque incendiário da polícia. Elas trabalhavam 15 horas por dia e exigiam uma jornada menor, de 10 horas. É tempo de refletir sobre o desejo de igualdade das mulheres pioneiras e, sobretudo, sonhar com a justiça social e criar condições para realizá-la. 

Fonte: Agenda 2010, edições SM

Fonte: www.cartooes.com

Fonte: www.cartooes.com


nakusha, a indesejavelSugestão de leitura:

Nakusha, a indesejável
Autor: Laurence Binet
Coleção: De olho aberto
Edições SM

O livro traz dois depoimentos ficcionais sobre meninas que são perseguidas simplesmente por serem mulheres. Depoimento de Nakusha, uma menina que vive na Índia como uma verdadeira escrava, submetida às ordens de seu pai. E Latifa, que vive no Afeganistão, tem sua liberdade roubada pela guerra civil e pelo fanatismo religioso.

 

Ano Internacional da Biodiversidade

tucano_flickr_marcpaes_pt

2010 foi instituído pelas Nações Unidas como Ano Internacional da Biodiversidade, no qual a UNESCO no Brasil terá um papel relevante, principalmente por se tratar de um dos países mais ricos em flora e fauna no mundo (o Brasil abriga 20% das espécies vivas do mundo). O escritório da UNESCO em Brasília procura de forma multidisciplinar enfrentar efeitos profundos que causam a erosão e a perda da biodiversidade no mundo.

Entre os objetivos de curto prazo está o de ampliar o número de áreas protegidas e o de planejar as atividades de diferentes setores econômicos, como agricultura e transportes, para que respeitem o meio ambiente.

O que envolverá diversas convenções, encontros e conferências pelo mundo neste ano, com o objetivo de minimizar a perda da biodiversidade.

Site oficial: http://www.cbd.int/2010/welcome/#3 (em inglês, francês e espanhol)

 
 Fonte:  http://www.unesco.org/pt/brasilia

 

Plantão tira dúvidas de português e matemática em estação de trem

Professores tiram dúvidas de estudantes

Uma sala de aula inusitada, sem lousa nem carteiras, foi instalada na estação Brás da CPTM. É o estande do projeto Tira-Dúvida, que pretende ajudar os usuários com suas dúvidas de matemática e de português.
Parceria da CPTM com o Centro Universitário Estácio, o projeto reúne desde o início do mês, de segunda a sexta, das 10h às 19h, professores das duas disciplinas.
As dúvidas, porém, nem sempre se restringem aos temas propostos. “A primeira pergunta que ouvi quando cheguei aqui foi: você já sofreu por amor?”, diz a professora de português Flora Bender Garcia, que viu seu plantão de dúvidas se transformar em consultório sentimental.
Em sua mesa, além de apaixonados em crise, ela já recebeu poetas, designers e músicos. Mas a maioria são aspirantes a vaga em concurso público, contrariando a expectativa dos professores de receber alunos do ensino médio.
“As pessoas chegam aqui com muito mais do que dúvidas. Elas têm grandes lacunas de aprendizagem”, diz Flora, doutora em teoria literária.
As perguntas giram em torno de temas como o Acordo Ortográfico, crase, porcentagem, regra de três e equações.
Mas também há espaço para assuntos como fonética, dúvida da operadora de telemarketing Damaris Fonseca, 28, que tem comparecido diariamente ao estande.
“Eu queria fazer uma faculdade, mas tenho muitas falhas de aprendizagem. Decidi estudar por conta própria”, diz Damaris, que passa até duas horas por dia estudando na CPTM.

CASTRO, Letícia de. Plantão tira dúvidas de português e matemática em estação de trem. Folha de S.Paulo, São Paulo, 26 fev. 2010. Cotidiano, p. 8.

 

O maior bibliófilo brasileiro

José Mindlin (1914-2010), o maior bibliófilo brasileiro

José Mindlin (1914-2010)

José Ephim Mindlin, nascido em São Paulo, 8 de setembro 1914, falecido em 28 de fevereiro de 2010. Advogado, empresário, ex-secretário da cultura de São Paulo e o maior bibliófilo brasileiro. Mindlin advogou por alguns anos e interrompeu a profissão para fundar a empresa Metal Leve, que se tornou uma potência nacional no setor de peças automotivas, dirigida por ele durante 46 anos. Após deixar a empresa, entre outras atividades, decidiu com a esposa, Guita, se dedicar a sua biblioteca, uma paixão que já existia desde os seus 13 anos de idade, colecionar livros raros.

Em 2006, Mindlin foi eleito membro da Academia Brasileira de Letras, onde passou a ocupar a cadeira número 29. Neste mesmo ano, Mindlin decidiu doar toda sua coleção à Universidade de São Paulo, que a partir de então, passou a ser chamada de “Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin”, composta por aproximadamente 17 mil títulos ou 40 mil volumes. O prédio da biblioteca ainda está em construção.

Ele sempre dizia não se considerar dono desta biblioteca. ”Eu e Guita éramos os guardiões destes livros que são um bem público.