Robôs que aprendem sozinhos

robo1

Fotografias de Sun Lee

Por Diana Kwon

Máquinas capazes de aprender como crianças trazem novas revelações sobre como a interação entre corpo e mente fomenta habilidades e conhecimento.

Em outubro de 2017 a empresa britânica DeepMind apresentou o Alpha Go Zero, a última versão de seu sistema de IA para jogar Go, esta máquina acumulou experiência autonomamente, jogando contra si mesma. Apesar do feito notável, o Alpha Go Zero só consegue aprender jogos com regras claras e precisou disputar milhões de partidas para adquirir suas habilidades sobre-humanas.

Em contraste, desde a primeira infância, nossas crianças se desenvolvem ao explorar o ambiente e exercitarem a fala e o corpo. Elas coletam dados por si mesmas, adaptam-se a novas situações e transferem aprendizados de uma área para outra.

Desde o começo do século 21, especialistas em robôs, neurocientistas e psicólogos têm explorado modos para construir máquinas que imitem tal desenvolvimento espontâneo. Estas colaborações estão resultando em androides que podem mover objetos, adquirem vocabulário básico e mostram traços de comportamento social. Ao mesmo tempo, estes sistemas de IA estão ajudando os psicólogos a entender como as crianças aprendem.

Em síntese

  • As crianças aprendem autonomamente, através de experimentos com seu corpo e brincadeiras com objetos.
  • Cientistas de robôs estão programando androides com algoritmos que lhes permitem aprender como crianças.
  • Os estudos com estas máquinas estão transformando a robótica e proporcionando novos insights sobre o desenvolvimento infantil.

Fonte: KWON, Diana. Robôs que aprendem sozinhos. Scientifc American Brasil, São Paulo, ano 66, n.181, p. 68-73, mar. 2018.-

Histórias de astronauta

astronautasPor Nadia Drake
Fotos de Martin Schoeller

Viajantes do espaço descrevem uma experiência mágica: ver a Terra do céu.
O homem foi ao espaço há menos de 60 anos. E, ainda hoje, poucos seres humanos tiveram a oportunidade de contemplar, de longe, a beleza da nossa casa, o planeta Terra. Para a maioria de nós este planeta é o espaço que marca o horizonte da nossa existência, limitados pela força da gravidade e características biológicas, desde de 1961 somente 556 foram ao espaço. Entre elas, 533 circularam o nosso planeta, 24 percorreram órbitas e uma dúzia chegou a caminhar na Lua.

Leia o artigo completo na Revista National Geographic de março/ 2018.

Fonte: DRAKE, Nadia e SCHOELLER, Martin. Além da esfera azulada. National Geographic, São Paulo, v. 18, n. 216, p. 26-32, mar 2018.

Ano Novo Chinês 2018

Fonte: Niippo Brasilia / Japan@brasil

Fonte: Nippo Brasília / Japan@brasil

Por Roberto Mamoru Matuda

Em 2018, o Ano Novo Chinês começa em 16/02/2018.  Este será o ano 4716 do calendário chinês representado como Ano do Cachorro.

Seguindo a tradição chinesa, a comemoração é muito festiva com danças típicas, desfile do dragão e do leão, shows de música chinesa, sem deixar de falar em artes marciais, feng shui e gastronomia.

O Signo Chinês do ano de 2018 é o Cachorro do elemento Terra

Como característica do signo Chinês do Cachorro será um ano marcado por preocupações de segurança, movimentos conservadores realçarão o diálogo e a solidariedade.Concluindo um ciclo de 60 anos, o Ano do Cachorro de Terra deverá promover uma revisão da condição humana, do caráter, da educação, moral, vida social, do cuidado com idosos, o despertar da consciência coletiva. Projetos ambiciosos, melhor aproveitamento dos recursos, redução da poluição, mais qualidade de vida, deverão ter seu destaque.O ano dominado pelo auspício do cachorro, geralmente, é assolado por conflitos violentos, porém, a energia guerreira adviria quando associado ao elemento metal.

Fonte: MATUDA, Roberto Mamoru. Festa do Ano Novo Chinês 2018 – 16/02/2018. NIPPO Brasília – japan@brasil, Distrito Federal, 03 jan. 2018. Disponível em: <http://nippobrasilia.com.br/noticias/festa-do-ano-novo-chines-2018-16-02-2018/>. Acesso em: 15 fev 2018.-

Brasiliana Iconográfica

iconografiasSobre o projeto

O termo Brasiliana designa, em termos gerais, aquilo que diz respeito à cultura e história do Brasil, incluídos estudos, publicações, referências visuais e outros tipos de documentos. A definição contempla as fontes datadas a partir do século XVI, quando começam a circular os primeiros mapas e livros sobre a América Portuguesa, abrangendo também pinturas e estudos científicos sobre a natureza do país, difundidos ao longo do século XIX.

O projeto Brasiliana Iconográfica propõe-se reunir em um mesmo portal web fontes iconográficas – desenhos, aquarelas, pinturas, gravuras e impressos – dispersas por coleções públicas e privadas no Brasil e no exterior, tornando-as acessíveis à consulta virtual de um público amplo e internacional

Acesso:
iconografiabotap

 

Por dentro das coisas

01_dino_revistqasOs segredos dos animais

A Coleção por dentro das coisas da revista Mundo estranho traz Informações sobre bichos que estão a milhares de quilômetros de distância do seu dia a dia, outros ao seu lado e animais extintos.

Por exemplo:
Quais são os 10 maiores dinossauros brasileiros? Como os peixes dormem? Como os grandes felinos caçam? Como os ursos hibernam:  Gatos sempre caem de pé? Como são feitos os testes de laboratório em animais? Bichos vão para o céu?

 

 

Quantas espécies de dinossauros já foram encontradas? Como era a anatomia de um mamute?
01_dino_caixamensagem 01_dino_elefante

OS SEGREDOS DOS ANIMAIS. São Paulo: Abril, 4. ed., 2017. (Coleção Mundo Estranho: por dentro das coisas).

Perigo no céu de São Paulo

Por Diego Freire

A poluição do ar diminuiu nos últimos 30 anos, mas os níveis de alguns compostos ainda são superiores ao aceitável.

Pesquisadores que estudaram a qualidade do ar na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) ao longo das últimas três décadas afirmam que a concentração total de poluentes emitidos por carros, caminhões e indústrias diminuiu e o paulistano respira hoje um ar mais limpo do que nos anos 1980. A qualidade melhorou porque baixaram as concentrações dos principais componentes da poluição, tanto os gases como as partículas microscópicas. A má notícia é que, apesar das reduções, os níveis de alguns dos poluentes ainda são quase duas vezes mais altos que os aceitos pela Organização Mundial da Saúde, a OMS.

poluicao

Veja o artigo completo na Revista Fapesp, n. 259, set. 2017.-revpapesp

Fonte: FREIRE, Diego. Perigo no céu de São Paulo. Pesquisa Fapesp, São Paulo, ano 18, n. 259, p. 57-59, set. 2017. Ciências Atmosféricas.

A poesia de Manuel Bandeira: a crítica de Mário de Andrade e Sérgio Buarque de Holanda.

Usp_mariio_

Mário de Andrade em São Paulo, 1929. Fonte: Revista Estudos Avançados, v. 31, 2017. Cortesia Arquivo do Instituto de Estudos Brasileiros da USP, Fundo Mário de Andrade

por Ricardo Gaiotto de Moraes

A poesia de Manuel Bandeira, um dos mais profícuos poetas brasileiros do século XX, interessou tanto à crítica literária de Mário de Andrade quanto à de Sérgio Buarque de Holanda. O objetivo deste artigo é analisar os critérios que sustentam as críticas de Mário de Andrade e Sérgio Buarque à poesia de Manuel Bandeira, tendo como ponto de partida a afirmação da trajetória artística sincera do poeta. No caso de Mário de Andrade, tal conceito parece retomar as reflexões sobre a técnica da poesia desenvolvidas sistematicamente em “O artista e o artesão”; no caso de Sérgio Buarque, parece figurar como um dos combustíveis para a revolução contra a “cordialidade” brasileira, conforme definida em Raízes do Brasil.

Fonte: MORAES, Ricardo Gaiotto de. A poesia de Manuel Bandeira. Estudos Avançados, São Paulo, v. 31, n. 90, p. 167-182, maio/ago 2017.

Crianças pequenas e cachorros grandes

1barnarod_kidpor Andy Seliverstoff

Quando trabalha fotografando exposições de cães em toda a Europa, Andy tem acesso a muitos animais belíssimos e raças raras. Ele se interessou por fotografar cães e crianças quando amigos lhe pediram que registrasse a filha de 2 anos e o dinamarquês da família. O fotógrafo ficou espantando com o relacionamento entre a pequena Alice e grande Sean. Em outras sessões semelhantes notou um laço especial entre o cães e as crianças visível nos gestos e nas expressões.

No livro Little kids and their big dogs, de onde foram tiradas as fotos apresentadas, Seliverstoff quis registrar esta espantosa e linda parceria que transmite a infindável alegria e confiança mútua entre crianças e os animais.

2barnarod_kid
3barnarod_kid

Fonte: SELIVERSTOFF, Andy. Crianças pequenas e cachorros grandes.  Seleções., Rio de Janeiro, v. 141, n. 908, set. 2017, p. 70-75.-

Geladeira do saber

Fonte: Prefeitura Municipal de São Carlos

Fonte: Prefeitura Municipal de São Carlos

A Geladeira do Saber é um projeto de incentivo a leitura promovido pelo SIBI – São Carlos (Sistema Integrado de Bibliotecas do Município de São Carlos) e a Prefeitura, inaugurada em 26 de agosto de 2017, em São Carlos (SP).

O objetivo deste projeto é promover a troca de livros de maneira livre e gratuita, com acesso livre da população  livre à população, incentivar a formação de leitores, despertar gosto pela leitura, abranger conhecimento através de leitura e incentivar o estudante a compreender e utilizar melhor as regras ortográficas da língua portuguesa. Semanalmente, a geladeira será abastecida com obras dos mais diferentes gêneros, entre elas, literatura, autoajuda, crônica, poesias.

Fonte: GELADEIRA do saber será instalada na praça do mercado. Prefeitura Municipal de São Carlos, São Carlos, 24 ago 2017. Disponível em: <http://www.saocarlos.sp.gov.br/index.php/noticias-2017/171519-geladeira-do-saber-sera-instalada-na-praca-do-mercado.html>. Acesso em:29 ago 2017.

Guia do estudante

O Guia é uma série de publicações preparatória para as provas do Enem e vestibulares.

Ogo_01_enem2Guia do estudante Enem 2017

O objetivo do guia é ajudar o aluno a priorizar matérias, pontos fáceis, redação e estratégia. Conhecer melhor algumas características peculiares do exame, o cálculo da nota e as múltiplas funções do Enem para ingresso em universidades públicas, bolsas de estudos e financiamentos em instituições particulares. Gráficos explicativos sobre o funcionamento da Lei das cotas, Prouni, Fies, Mobilidade e outros

Ogo_01_fuvestGuia do estudante Fuvest 2018

Os temas de cada matéria que você deve priorizar, treinamento, leitura, as notas necessárias passar via Fuvest e via Sisu.
Na primeira seção, a Universidade, você vai conhecer melhor toda a estrutura da USP e as opções de carreiras. Na segunda, o Vestibular, terá detalhes de como funcionam os processos seletivos. Na terceira e última seção, Exame, apresenta os temas mais pedidos nas provas dos últimos anos e o resumo e análise das nove obras literárias obrigatórias.

Revisão com fichas resumo e exercícios no final de cada capítulo para fixar a matéria; conteúdo com linguagem fácil, ideal para quem estuda sozinho.

Revisão com fichas resumo e exercícios no final de cada capítulo para fixar a matéria; conteúdo com linguagem fácil, ideal para quem estuda sozinho.

Cartografia, listosfera, hidrosfera, atmosfera, biosfera, atlas. Imagens de satélite contra a pobreza. Fotos noturnas feitas do espaço são uma nova ferramenta para medir níveis de desenvolvimento no planeta e identificar as regiões mais carentes.

Cartografia, listosfera, hidrosfera, atmosfera, biosfera, atlas. 

Fique de olho nas efemérides em 2017. Efemérides é o nome para datas em que são lembrados fatos relevantes ocorridos 10, 50 ou 100 anos atrás. Como a reforma protetante em 1517, início da guerra pela Independência das colônias espanholas na Améria em 1817.

Fique de olho nas datas em que são lembrados fatos relevantes ocorridos 10, 50 ou 100 anos atrás.

Conceitos sobre a estrutura da matéria, tranformações, cálculos químicos matéria e energia, equilíbrio químico, compostos orgânicos

Conceitos sobre a estrutura da matéria, tranformações, cálculos químicos matéria e energia, equilíbrio químico, compostos orgânicos

Ogo_01_enemSuperguia completo para passar no Enem
Autores: Murilo Oliveira de Castro Coelho e Silvane de Sousa Verch
Editora: Instituto Brasileiro de Cultura, 2017.
ISBN 9788543218397

Treine com a teoria aplicada à prática, linguagens, códigos e suas tecnologias, matemática e redação, veja a análise das redações de 2015 e 2016.